fbpx

Quando operar?

A amígdala e adenoide são estruturas que ocupam a via aérea superior. Pode ser indicada a cirurgia quando são naturalmente grandes ou por infecções recorrentes (amigdalite e adenoidite).
O aumento dessas estruturas pode causar obstrução nasal, ronco, sono agitado, noites mal dormidas, apneia (parada na respiração). Prejudicando assim a liberação do hormônio do crescimento durante o sono, deformidades dentárias e faciais, mau hálito, mau rendimento escolar, agitação diurna, otites médias recorrentes, dificuldade de deglutição, não conseguindo comer de boca fechada pois precisa respirar pela boca.O tratamento clínico pode ser feito para reforçar a imunidade, na tentativa de evitar infecções, e o uso de medicamentos para diminuir a adenoide, se o tratamento não for efetivo opta-se pela cirurgia.

Como a cirurgia é feita?

A cirurgia de amígdala e adenoide é feita em ambiente hospitalar, com anestesia geral. As adenoides e amígdalas são removidas pela boca sem cortes externos ou cicatriz.

Recuperação

Geralmente o paciente é liberado após 8 horas da cirurgia. A dieta nos primeiros dias deve ser fria, líquida ou pastosa. Sorvete é uma ótima opção! Gradativamente poderá aumentar a consistência e temperatura dos alimentos. Logo após a cirurgia é notado pelos pais um sono melhor da criança, respiração mais leve e fim das infecções amigdalianas.

A cirurgia pode afetar a imunidade?

Não. A partir do momento que a amígdala e/ou adenoide infectam com frequência, tornam-se um alojamento para as bactérias.
Nos casos de aumento das amígdalas ou aumento da adenoide (sem infecção) e com sintomas de obstrução nasal e noites mal dormidas a cirurgia só contribuirá para um bom desenvolvimento da criança.

Compartilhar: