Logo ABORL-CCF

Tontura (Labirintite)

A labirintite é uma doença do ouvido que afeta o labirinto e suas estruturas responsáveis pela audição (cóclea) e pelo equilíbrio (vestíbulo). As pessoas costumam chamar qualquer tipo de tontura de labirintite. O termo correto é labirintopatia, sendo a labirintite uma delas.

Causas

São várias as causas das doenças labirínticas. Tonturas e vertigens podem surgir por algumas doenças ou hábitos como:

  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes;
  • Doenças da tireoide;
  • Tabagismo e álcool;
  • Alteração na microcirculação do labirinto (colesterol alto);
  • Consumo excessivo de açúcar ou cafeína;
  • Stress, ansiedade, depressão e problemas psicológicos;

Sintomas

Os sintomas aparecem porque nosso cérebro recebe informações erradas a respeito da nossa posição no espaço, geradas pelo labirinto doente, e como resultado, temos uma “alucinação de movimento”. Essa alucinação pode sugerir que estamos rodando (vertigem), caindo (desequilíbrio), sendo empurrados (desvio de marcha), flutuando (falta de firmeza nos passos) ou ouvindo assobios, apito, chiado (zumbido).

Diagnóstico (exame)

Primeiramente, no consultório é realizado uma investigação sobre hábitos alimentares, doenças pré-existentes, tipo e duração da tontura, fatores que melhoram ou pioram o quadro e se acompanha zumbido

São realizados alguns testes além de um exame físico completo.

Pode ser necessário alguns exames específicos para avaliar o labirinto (otoneurológico), exame de audição (audiometria), exames de sangue e exames de imagem.

Tratamento

O tratamento pode ser dividido em três fases.

  • Tratamento dos sintomas: Consiste no alívio imediato dos sintomas com o uso de sedativo labiríntico.
  • Tratamento da causa: Consiste na investigação e diagnóstico, possibilitando o tratamento da causa que desencadeou a crise.
  • Reabilitação do labirinto: A reabilitação é o tratamento fisioterápico da tontura, que pode ser utilizado com ou sem uso de medicamentos. Não necessita aparelhos especiais, é de fácil realização e pode ser feita em casa

Cuidados

A melhor forma de evitar as crises é ter uma vida saudável e equilibrada. Algumas dicas são:

    • Evite fumar, ingerir cafeína em excesso e álcool;
    • Controle os níveis de colesterol, triglicérides e a glicemia;
    • Pratique atividade física;
    • Ingira bastante líquido;
    • Tenha momentos de lazer para renovar as energias e afastar a ansiedade e o estresse.

OBS.: Tonturas podem ser desencadeadas por arritmias cardíaca, derrame cerebral, obstrução das carótidas. Caso a tontura persista procure ajuda médica