Logo ABORL-CCF

Rinite Alérgica

A rinite alérgica é a doença crônica da mucosa do nariz que mais afeta crianças e adultos, diminuindo a qualidade de vida, afetando o desempenho escolar, social e profissional.

A rinite alérgica é uma reação imunológica do corpo a alérgenos, partículas inaladas que são consideradas estranhas, como ácaros, poeira, baratas, fungos, caspas de animais como cão e gato, pólens, poluentes ambientais como fumaça de cigarro. Na tentativa de expulsar e bloquear estes alérgenos é desencadeado reações nasais e extranasais como:

  • Espirros;
  • Coriza;
  • Obstrução nasal;
  • Coceira nos olhos, ouvido nariz e garganta;
  • Diminuição da audição e do olfato;
  • Dor de cabeça;
  • Olheiras;
  • Cansaço e fadiga;
  • Respiração oral e ronco devido a obstrução nasal.

Tratamento

O tratamento é composto por higiene ambiental, medicações antialérgicas e corticoides nasais para controlar a inflamação da mucosa nasal.

Deve-se controlar o ambiente para minimizar a ação dos alérgenos. Para isto, algumas mudanças devem ser feitas: evite o uso de cortinas, carpetes e ursos de pelúcia, pois podem armazenar poeira e ácaros. Utilize forro impermeável no colchão e exponha ao sol as roupas de cama. Prefira passar pano úmido a varrer. Evite produtos químicos e de limpeza, tintas, perfumes, fumaça do cigarro e inseticidas.

Os ambientes da casa devem estar sempre bem limpos, ventilados e ensolarados sem infiltrações e sem umidade

O tratamento bem-sucedido melhora a respiração nasal, evita ou ameniza as crises de rinite e infecções como sinusite e otite.

Importância do tratamento

A respiração oral crônica, um dos sintomas da rinite, deixa o paciente mais predisposto a amigdalites, faringites, otites e sinusites. Em crianças, isto pode causar alterações no crescimento craniofacial, que se processa nesta fase. Para pessoas com asma e rinite alérgica é importante fazer o controle da rinite, pois a rinite descontrolada pode intensificar a asma (bronquite).